Embaixada Vila Velha – Praia da Costa tem participantes de 14 a 82 anos

Membros do grupo, que foi o pioneiro na cidade, são bastante diversos também quanto às áreas de atuação. De acordo com o líder, Ricardo Fadini, o propósito de todos, porém, é semelhante.

 

Foi em uma aula de inglês, na Wise Up, em Vila Velha/ES, durante um bate-papo sobre empreendedorismo, que Ricardo Fadini conheceu o movimento das Embaixadas. Nem poderia ser diferente, já que ele dividia a sala com o idealizador do projeto, Thiago Lima.

Depois de participar de algumas reuniões na Embaixada Vix, em Vitória, liderada pelo colega, Fadini decidiu fundar uma em Vila Velha, onde tudo começou, na escola da Wise Up, na Praia da Costa, em outubro de 2017. “Eu percebi que disseminar o conhecimento e ajudar a transformar a trajetória das pessoas era um propósito de vida para mim. Eu queria incentivar outros a assumirem as rédeas da própria história, como eu fiz, quando saí de uma multinacional onde trabalhei por quase 10 anos para empreender”.

A Embaixada VV – Wise Up foi a pioneira na cidade capixaba, que hoje já tem cinco grupos que se reúnem periodicamente. Os participantes, que têm de 14 a 82 anos, são bastante diversos. “Há vários tipos de profissionais: engenheiros, contadores, advogados, fisioterapeutas, pessoas da área de saúde, marketing, e todos se ajudam, cada um com o seu know-how. Existe muita sinergia e uma frequência positiva entre os membros, que estão ali com propósitos semelhantes”, destaca o líder.

A maioria já empreende e alguns praticam o intraempreendedorismo nas empresas onde atuam. Vários deles estão ali para buscar conhecimento para abrir o seu primeiro negócio. E quem já tem uma empresa procura dividir as dificuldades e desafios para que todos juntos pensem em possíveis alternativas.

De acordo com Fadini, em todas as reuniões, são trabalhados os três pilares das Embaixadas. “Networking e relacionamento são a base dos nossos encontros; transformação por meio do conhecimento é o que vivenciamos quando debatemos os estudos de caso do meuSucesso.com e entendemos como esses ensinamentos e insights impactam a nossa vida e os nossos negócios; e liderança é algo que praticamos sempre, já que toda semana mudamos o moderador que conduz a reunião, para que todos possam se desenvolver nesse sentido”.

O líder conta que o que mais chama a atenção do grupo é perceber que grandes empreendedores, como muitos dos que têm suas trajetórias contadas pelo meuSucesso, enfrentam desafios semelhantes aos dos participantes da Embaixada. “Então, buscamos nos inspirar, principalmente, na força interna que vemos nessas pessoas. Sempre falamos muito sobre isso. Eles nos mostram que podemos chegar lá, aprendendo com os erros. Os cases, séries, aulas, enfim, o conteúdo da plataforma é único. Um excelente combustível para os nossos negócios”.

Para o empreendedor, é gratificante fazer essa conexão com as pessoas. “Isso mudou a minha vida drasticamente, a forma como eu penso, aonde eu quero chegar, o que eu quero fazer. Já mudei de rumo por causa das Embaixadas, me descobri. E eu vou ajudar a mudar a vida das pessoas”, finaliza Fadini.

 

 

Sobre as Embaixadas

As Embaixadas surgiram a partir de um movimento espontâneo de simpatizantes do universo empreendedor, que decidiram começar a se reunir com o objetivo de debater conteúdos relacionados a empreendedorismo, promover networking e desenvolver habilidades em comunicação e liderança. A primeira Embaixada foi fundada em Vila Velha, no Espírito Santo, em fevereiro de 2017. Hoje, já são mais de 200 espalhadas por todo o Brasil. Para participar desse movimento, escreva para lucia@meusucesso.com

Comentários

comentários