Seja seletivo e não coma peixe podre

A internet é democrática e, por isso, dá espaço para todos. Se antes tínhamos uma espécie de monopólio da informação, hoje, temos a absoluta descentralização. Esse novo contexto nos traz pontos positivos e negativos.

O principal ponto positivo é a oportunidade que todos nós temos de expressar o que pensamos e ganharmos notoriedade com nossa ideias, através do conteúdo que produzimos. Além disso, podemos ter acesso a pessoas que antes eram inacessíveis, conseguindo absorver, nas entrelinhas de seus conteúdos, seu padrão de pensamento e comportamento, o que é muito valioso.

No entanto, um ponto negativo é o fato de qualquer pessoa, qualificada ou não, com autoridade ou não, pode abrir o bocão para falar sobre qualquer assunto. Como quem consome o conteúdo nem sempre é qualificado o suficiente para avaliar quem está produzindo, é muito fácil se confundirem, trocando gato por lebre e comendo peixe podre.

Como avaliar produtores de conteúdo na internet?

No caso de produtores de conteúdo sobre negócios, é bem simples. Antes de mais nada, verifique a categoria de negócios que esse sujeito realizou e realiza em sua vida. Há uma infinidade de pessoas falando sobre negócios e sobre técnicas infalíveis para que você alcance o sucesso, sendo que, sendo bem franco e direto, muitos desses que ensinam o tal sucesso vivem uma vida de fracasso, nunca realizaram algo relevante e estão, na realidade, vendendo o almoço para comprar o jantar. No entanto, acabam, pelo bom papo, arrebanhando um grande número de desinformados que seguirão seus passos, o que, pela lógica, vão acabar chegando, no máximo, ao mesmo patamar que o seu professor chegou. Ou seja, lugar algum.

Em outras palavras, para avaliar produtores de conteúdo de negócios, olhe para a vida dele, avalie suas conquistas e veja se o que ele fala é o que ele vive. Ou seja, avalie muito mais sua vida do que suas palavras bonitinhas. Falar, qualquer um fala, mas resultados relevantes poucos alcançam.

Alguns pensam assim: Mas, Flávio, “sempre teremos algo a aprender com todas as pessoas”. Sim, isso é uma grande verdade. No entanto, em negócios, a realidade é um pouco menos bonitinha do que essa afirmação. A realidade é que tanto a formação de uma mentalidade vitoriosa quanto o conteúdo técnico dependem de referenciais, sejam eles altos ou medíocres. Por isso, a escolha desses referenciais é crucial para definir o quão longe você será capaz de chegar. Se seus referenciais forem medíocres, seus resultados seguirão a mesma tendência.

Em negócios, não há espaço para atores ou filósofos. Não há espaço para papagaios que repetem lições superficiais baseadas apenas em seu carisma ou técnicas para aumentar sua taxa de conversão. Em negócios, a regra do jogo é uma só: resultado. Por isso, escolha muito bem suas referências e, em vez de ficar perambulando pela internet despejando seu tempo nos Big Brothers da web, que são tão fúteis quanto os da TV, tenha foco e eleja bem suas referências. Acima de tudo, seja seletivo e não coma qualquer peixe podre. Seja crítico, mas principalmente olhe para a vida de quem produz o conteúdo. Investigue bem antes de abrir seus ouvidos e coração.

Se você fizer isso com bastante critério, não se surpreenda se descobrir que você está bem melhor financeiramente e realizou muito mais coisas do que muita gente que anda vendendo sucesso por aí…

Foco, GV!

Comentários

comentários