Embaixada José Bonifácio: reuniões ajudaram líder a abrir o próprio negócio

Jorge Fernando Marques tirou seu sonho do papel seis meses depois de fundar o grupo. Objetivo dos integrantes, além de desenvolver suas empresas, é fomentar economia local.

Há muitos anos, ele tentava empreender, mas não tinha sucesso, porque lhe faltavam planejamento, preparo, conhecimento e, principalmente, coragem e atitude. Jorge Fernando Marques encontrou tudo isso – e ainda uma sócia! – nas reuniões da Embaixada José Bonifácio, que ele mesmo fundou em 01 de março de 2018.

O representante comercial conheceu o movimento depois do Power House, em janeiro. Em março, participou de um encontro em Rio Preto e aceitou, então, o desafio de criar uma Embaixada na cidade onde mora, no interior de São Paulo. Em seis meses, colocou em prática tudo o que aprendeu e abriu o próprio negócio, uma franquia de uma de escola de vendas, em Votuporanga, município vizinho, em parceria com uma integrante do grupo.

Eu sentia necessidade de conversar sobre empreendedorismo com outras pessoas que também gostam do assunto, que têm os mesmos planos e sonhos. Eu vi a possibilidade de mudar a minha vida e a de muita gente. E já estamos colhendo frutos dessa iniciativa. Eu fiz uma autoanálise e percebi que evoluí mais este ano do que nos últimos 10”, afirma o líder. Os encontros são quinzenais, sempre às quintas-feiras, e, em média, reúnem 15 participantes, a maioria empreendedores.

As reuniões têm dois momentos: um bate-papo sobre conteúdos disponíveis no meuSucesso.com e um debate sobre um tema livre apresentado por um dos membros. “O mais interessante é que
cada um tem um ponto de vista sobre a aula ou o estudo de caso escolhido, conforme a sua realidade e experiência nos negócios, e ouvir as diferentes opiniões, trocar experiências, é muito
enriquecedor”.

De acordo com Marques, grandes empreendedores de hoje, que são exemplo de sucesso nos cases da plataforma, passaram por dificuldades semelhantes às que os integrantes da Embaixada
enfrentam no dia a dia. “O que tem de diferente neles é a atitude, que é algo que só depende de cada um. Se eles conseguiram, se muitas vezes viraram o jogo, nós também podemos. Isso nos
motiva muito”, destaca.

Fato é que todo mundo passa pelos mesmos problemas, por mais que os empreendimentos sejam de ramos completamente diferentes. Essa descoberta foi algo que nos surpreendeu. Então, falamos dos nossos negócios abertamente. Dois concorrentes do mercado imobiliário trocam experiências sem qualquer receio. Essa confiança é a principal característica da Embaixada José Bonifácio”, conta o líder.

 

Conforme Marques, os empreendedores que fazem parte do grupo têm um objetivo ainda maior do que desenvolver suas próprias empresas. “Juntos, queremos aquecer a economia local, que é
muito forte, mas precisa se renovar. Queremos ajudar a região a voltar a crescer e esses encontros estão nos preparando para fazer isso”, finaliza.

Sobre as Embaixadas

As Embaixadas surgiram a partir de um movimento espontâneo de simpatizantes do universo empreendedor, que decidiram começar a se reunir com o objetivo de debater conteúdos
relacionados a empreendedorismo, promover networking e desenvolver habilidades em comunicação e liderança. A primeira Embaixada foi fundada em Vila Velha, no Espírito Santo, em
fevereiro de 2017. Hoje, já são mais de 200 espalhadas por todo o Brasil. Para participar desse movimento, escreva para lucia@meusucesso.com.

Comentários

comentários