Sonhe, planeje e assuma a responsabilidade

Desejos, sonhos, metas, objetivos… Quem não os tem? Sonhar é uma característica dos vivos. Mortos não sonham. Logo, se podemos sonhar livremente, como lidar com as limitações que nos impedem de realizar todos esses sonhos?

Em primeiro lugar, é preciso ter humildade, pois assim sempre traremos para nós a responsabilidade de encontrar maneiras de superarmos nossas limitações, em vez de nos afogarmos no mar da autopiedade.

Pode parecer estranho, mas eu, pessoalmente, sinto-me muito aliviado todas as vezes em que assumo meus limites, atribuindo a eles a razão para ainda não ter alcançado determinados objetivos. Isso significa que, se o problema está em mim, a solução também está. Isso é uma boa notícia!

Já os que se vitimizam e sempre atribuem a terceiros a razão para todos os seus problemas, por analogia, também perdem o poder de solucioná-los, já que tanto a causa como a solução de seus problemas foram terceirizadas. Isso é uma má notícia.

Portanto, não ter condições financeiras para adquirir ou realizar algo que se deseja deve funcionar como uma motivação para todo aquele que utiliza seus sonhos como combustível para criar, trabalhar e realizar seus projetos. Agindo assim, será apenas uma questão de tempo encontrar seu caminho para tirar seus sonhos do papel. Nesse caso, a paciência deve ser sua companheira de jornada.

Comentários

comentários