Quando eu resolvi que valeria mais que horas de trabalho

O primeiro produto que vendi na vida foi relógio. E o que me levou a tomar essa iniciativa foi ter conhecido a Luciana, ao fundo nesta foto. Na época, ela tinha apenas 15 anos de idade e eu 18. Eu queria ter dinheiro para pagar o cinema e nossos passeios sem depender de meus pais.

A sensação de escolher os fornecedores, na época no Paraguai, para em seguida vender e receber minha margem de lucro, foi como ter declarado minha independência. Dependia apenas de mim e de mais ninguém. Isso, para mim, foi uma grande descoberta.

Vendi centenas de relógios e em seguida comecei a trabalhar na área comercial de uma escola de inglês. O restante da histórias você já conhece.

O mais importante que quero ressaltar são os motivos que me impulsionaram a sair de minha inércia, como citei acima.

E você, quais são os seus motivos? No caminho que você está seguindo, vai alcançar seus objetivos?

Se a resposta é não, o que está esperando para tomar uma atitude?

Se você é do tipo que se convenceu de que depende de um emprego, sinto muito. Talvez você precise descobrir que você vale muito mais do que as 44 horas semanais da CLT.

Comece pequeno e sonhe grande.

Comentários

comentários