Qual o tamanho de seu senso de urgência?

Você age com a mesma energia quando percebe que a urgência é maior ou age passivamente como se nada mais pudesse ser feito?

Um exemplo: Você está no seu apartamento no 10º andar. De repente, fica sabendo que seu prédio está em chamas. Sente cheiro de fumaça e ouve as sirenes da equipe dos bombeiros chegando. O que você faz:

1. Age como se nada estivesse acontecendo?
2. Ou age com um senso de urgência maior?

Se sua resposta for a segunda alternativa, ainda preciso lhe fazer outras perguntas:

– Você busca se infomar sobre a dimensão do incêndio?
– Se for de grandes proporções, procura saber se é possível sair pelo apartamento?
– Se não for possível, vai para a janela e demonstra precisar de socorro?
– Se não há sinal de socorro e o fogo já invadiu seu apartamento, você tenta assumir um risco maior e tentar descer para o andar debaixo pelo lado de fora?
– Se isso não for possível, você tenta saltar do décimo andar com alguma chance de sobrevivência ou morre queimado?

Desculpe-me pelo exemplo trágico, mas não é possível falar sobre senso de urgência sem montar um cenário de necessidade extrema.
O problema é que muitos passam por adversidades extremas sem se darem conta disso ou por estarem anestesiados em seu estado extremo de acomodação e autopiedade, assistindo ao seu próprio fim.

Um outro cenário:

Você precisa aumentar as vendas de sua empresa para arcar com os compromissos da companhia e compromissos pessoais. O tempo passa e o mercado não reage. O meio do mês já passou e a demanda natural sequer se aproxima do mínimo necessário.

O que você faz:

1. Culpa a crise e já se prepara para não pagar o aluguel do mês corrente? Ou seja, vê indícios de incêndio, sente o cheiro da fumaça, mas continua a assistir TV?
2. Em vez de tomar novas iniciativas para vender, liga para o sogro para pedir dinheiro emprestado?
3. Pega a lista de clientes e entra em contato com eles para lhes oferecer uma oportunidade de compra?
4. Caso sua lista de clientes não responda a altura, sai em busca de novos clientes em sua região e envolve toda sua equipe nessa tarefa?

Qual é o seu senso de urgência e qual é a sua tolerância ao fato de morrer queimado sem se mexer do sofá?

Se tiver que morrer, morra lutando. Geralmente, quem luta até o final encontra uma saída. Medíocres e acomodados entregam os pontos e serão expelidos do mercado.

Pense nisso.

Comentários

comentários