Vamos falar sobre perdas

Qual é a diferença entre perder e deixar de ganhar?

Do ponto de vista matemático ou contábil, é exatamente a mesma coisa. No entanto, nós tratamos nossas perdas de forma bem diferente de tudo aquilo que deixamos de ganhar.
Permita-me dar um exemplo:

Você trabalhou bastante e comprou um carro. Passou a ter mais conforto, mais liberdade e conveniência para se transportar. Da noite para o dia, você trocou as arrancadas bruscas dos ônibus das grandes cidades pela sua playlist do celular tocando no sistema de som de seu carro, com ar condicionado e ainda saindo um pouco mais tarde todas as manhãs.

Um dia seu carro foi roubado sem que o mesmo tivesse um seguro. Perdeu seu carro, a comodidade, a conveniência, o ar, a playlist e, junto com tudo isso, perdeu todo seu árduo trabalho. Terá que começar tudo de novo…

Duro, não é? Perder é muito ruim. Ninguém gosta de perder e quem já passou por isso sabe o quanto é duro recomeçar.

Vamos a outro exemplo hipotético, agora:

Não administro bem meu dinheiro, meu cartão de crédito sempre me dá sustos no final do mês porque sou impulsivo, pago juros do cartão e do cheque especial, atraso meu condomínio, pago multas por atraso e meu nome foi para o SPC. Dois anos já se passaram e não consigo sair dessa pindaíba.

Tanto no primeiro exemplo como neste segundo, estou falando da mesma pessoa, que ganha o mesmo salário, porém em circunstâncias adversas, de naturezas diferentes. No primeiro caso, alguém que se esforçou, comprou um carro, desfrutou de seu esforço ao conquistar seu objetivo, mas que perdeu o carro repentinamente num assalto.

Já no segundo caso, essa mesma pessoa em outro cenário. Ela está descontrolada e suas finanças estão naufragando por sua má administração. O que esse segundo caso tem em comum com o primeiro?

Ele não perdeu nada, mas está deixando de ganhar seu carro. Junto com o carro, também está deixando de ganhar muitas outras coisas…

Uma pergunta:

Será que ele sabe que está deixando de ganhar um carro? Ou, simplesmente, acha que seu único prejuízo foi ter se tornado uma pessoa endividada?

Dificilmente ele está pensando ou se lamentando pelo que está deixando de ganhar. É como se jamais pudesse alcançar tal objetivo ou como se nada tivesse deixando de ganhar.

O que deixamos de ganhar vai para o cemitério das impossibilidades sem que sequer contabilizemos como perda.

A cada escolha que fazemos ou deixamos de fazer, estamos ganhando, perdendo ou deixando de ganhar. Isso ocorre nos negócios, bem como em nossos relacionamentos.

Homens e mulheres, ao procrastinarem como hábito recorrente, todos os dias estão acumulando pontos, no placar de tudo que têm deixado de ganhar. Vagam pela vida sem sequer se darem conta do que estão deixando para trás, mas carregam, na ponta da língua, as desculpas para acordarem e dormirem sem cumprirem seus objetivos.

Todas as vezes em que você desiste ou procrastina, um pedaço de seu futuro que você jamais vai conhecer deixa de existir.

Isso é deixar de ganhar.

Comentários

comentários