A esteira da vida

A dinâmica da vida não para e é isso que nos mantém vivos: a nossa vontade de superar os desafios, evoluir e construir os nossos projetos.

No meio do caminho existirão percalços, decepções e fracassos. Se transformamos todas essas experiências em aprendizado, seguiremos em frente com mais convicção. Mas, se paramos na zona das lamentações ou nos permitimos perder o entusiasmo para seguirmos em frente, correremos enormes riscos de perdermos o bonde da vida.

Sempre é tempo de recomeçar, deixar o orgulho de lado, assumirmos o nosso papel em nossa existência e renovarmos as nossas esperanças a fim de vivermos dias saborosos, numa frequência de plena realização.

Comentários

comentários